Pagura fala sobre condições climáticas para uma partida de futebol

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Apesar do calor de "rachar", Corinthians x Santos teve "bom índice de segurança", diz CBF

Mesmo com a temperatura alta na Arena Corinthians, com os termômetros batendo 38º
no decorrer do clássico que acabou com a vitória do Timão sobre o Santos por 2 a 0, a
CBF garante que a partida ocorreu dentro dos "níveis de segurança" medidos pela 
comissão médica da entidade, que vem monitorando as temperaturas dos jogos às 11h
para tomar uma decisão sobre o horário no começo de outubro, junto com a diretoria de
competições.

"Posso dizer que, apesar do calor, a análise dos outros dados, como radiação, vento e umidade,
nos davam um bom índice de segurança" afirmou Jorge Pagura, presidente da comissão médica da
CBF, que estava no estádio de Itaquera neste domingo.

Essa análise dos componentes do clima durante os jogos é feita por um aparelho chamado WBGT
(sigla em inglês para wet-bulb globe temperature), que fornece um índice específico determinando o
nível de risco para execução de atividades físicas.

A CBF tem "enviados especiais" em todos os estádios: os médicos responsáveis pelo controle de 
doping medem as temperaturas e passam as informações para Pagura.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Santos jogará novamente às 11h de domingo, contra o
Internacional, na Vila Belmiro. O outro jogo da rodada neste mesmo horário é Atlético-PR x Ponte Preta,
em Curitiba